SAC: (11) 4935-2387 Televendas: 0800-702-2433

Sorria, Você Está Sendo Filmado!

Sorria, Você Está Sendo Filmado!

De: R$ 140,00Por: R$ 119,00ou X de

Economia de R$ 21,00

Comprar

Especificações

Código ISBNC9786556144412
EditoraRevista dos Tribunais
Palavras-chaveSamuel Rodrigues de Oliveira,9786556144412,Novas tecnologias; reconhecimento facial; privacidade; proteção de dados; direitos fundamentais; inteligência artificial; vigilância; deepfak
Data de disponibilidade28/01/2021
SinopseA obra trata sobre o desenvolvimento e a utilização de tecnologias de reconhecimento facial. Para abordar a temática de forma completa, “Repensando direitos na era do reconhecimento facial” está dividido em quatro partes: primeiramente, aborda-se o surgimento de tecnologias de vigilância, apontando-se quais são, hoje, seus principais usos no Brasil e no mundo. Em seguida, são analisadas as implicações que essas tecnologias trazem aos direitos à privacidade, à proteção de dados e à liberdade individual. Em um terceiro momento, busca-se a construção de um regime jurídico que regule adequadamente as tecnologias de reconhecimento facial, destacando-se o papel da Lei Geral de Proteção de Dados brasileira. Finalmente, a discussão é estendida para abordar as chamadas “deepfakes”, assunto ainda mais recente e carente de um debate aprofundado no cenário brasileiro.
Sumáriohttps://conteudo.ifcdns.com.br/livrariart/Sumário/9786556144412.pdf
Número de páginas272
Ano de publicação2021
AutoresSamuel R. de Oliveira
Sobre o autorSamuel Rodrigues de Oliveira é doutorando em Teoria do Estado e Direito Constitucional pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e mestre em Direito e Inovação pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).
Degustaçãohttps://proview.thomsonreuters.com/title.html?freemium=true&titleId=rt/monografias/253598654/v1

Descrição

Fechamento da edição: 12/11/2020

Sobre:  A obra trata sobre o desenvolvimento e a utilização de tecnologias de reconhecimento facial. Para abordar a temática de forma completa, “Repensando direitos na era do reconhecimento facial” está dividido em quatro partes: primeiramente, aborda-se o surgimento de tecnologias de vigilância, apontando-se quais são, hoje, seus principais usos no Brasil e no mundo. Em seguida, são analisadas as implicações que essas tecnologias trazem aos direitos à privacidade, à proteção de dados e à liberdade individual. Em um terceiro momento, busca-se a construção de um regime jurídico que regule adequadamente as tecnologias de reconhecimento facial, destacando-se o papel da Lei Geral de Proteção de Dados brasileira. Finalmente, a discussão é estendida para abordar as chamadas “deepfakes”, assunto ainda mais recente e carente de um debate aprofundado no cenário brasileiro.

Destaque: Trata-se da primeira obra no Brasil a discutir, com extensão e profundidade, a temática do reconhecimento facial. Amparada em ampla bibliografia, “Repensando direitos na era do reconhecimento facial” traz discussões inéditas e questionamentos críticos a respeito das implicações éticas e jurídicas decorrentes do desenvolvimento tecnológico.

Avaliações

Pergunte e veja opiniões de quem já comprou

Clientes também compraram