0

Meu Carrinho (0 item)

Não há produtos no carrinho.

Principio da Proporcionalidade no Direito do Trabalho

Autor: Ricardo Pereira De Freitas Guimaraes

Por: R$ 27,50

ou 1x de R$ 27,50

Foto

Principio da Proporcionalidade no Direito do Trabalho

Autor: Ricardo Pereira De Freitas Guimaraes

Peso: 285 gr

Ano de publicação: 01/08/2015

De: R$ 55,00 Por: R$ 27,50 Economia de R$ 27,50 ou 1x de R$ 27,50 sem juros

Comprar

Calcule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região.

Informe seu CEP:

Sinopse

Teoria e Prática do princípio da proporcionalidade no direito do trabalho

O direito do trabalho, possuindo indiscutível fundamento social, é terreno que encontra enorme campo para a discussão do tema, seja pela necessidade de efetivo descanso, seja pela mitigação da suposta plenitude da propriedade, seja pela hoje existente possibilidade da revista de funcionários e seus limites, ou mesmo em razão da jurisprudência sumulada muitas vezes já ultrapassada pela nova forma de pensar o direito. A presente obra procura demonstrar uma miríade de raciocínios de filósofos e constitucionalistas dedicados ao direito, trazendo como destaque o que vem se chamando de "o princípio dos princípios", verdadeiro principium ordenador do Direito, inserido implicitamente no Texto da Constituição de 1988, a saber: o princípio da proporcionalidade.

Autor
RICARDO PEREIRA DE FREITAS GUIMARÃES

Doutor, Mestre e Especialista em Direito do Trabalho pela PUC-SP. Professor da Pós-Graduação (Cogeae) da PUC-SP. Professor convidado da GVlaw. Conselheiro da Associação dos Advogados de São Paulo. Articulista. Autor da obra Manual de direito individual do trabalho, publicada pela Thomson Reuters – Revista dos Tribunais. Advogado.

Informações adicionais
A velocidade das informações e mutações da sociedade moderna tem se apresentado como verdadeiro empecilho para que a legislação infraconstitucional, por meio do pensamento tradicional da hermenêutica – que ainda crê na possibilidade do direito por meio da simples subsunção de fatos a normas –, encontre solução para todas as discussões existentes no âmbito judicial. A situação se torna mais caótica no momento em que encontrarmos direitos ditos fundamentais em rota de colisão, principalmente em razão de ser defeso ao Poder Judiciário não julgar referidas questões que a ele se apresentam. O avanço do capitalismo – muitas vezes selvagem – acaba inserindo na sociedade o valor do homem pelo que esse tem, e não pelo que esse realmente é. O quadro pintado com essas cores revela a necessidade do ser humano levantar a cabeça e buscar ou reavivar outros valores perdidos com o tempo. Nesse espaço, pensar o que é o homem e seu significado, a nós se apresenta uma necessidade de aprofundar o que representam os princípios constitucionais realmente inseridos num estado democrático de direito, expressão muito utilizada, mas pouco pensada.
O direito do trabalho, possuindo indiscutível fundamento social, é terreno que encontra enorme campo para a discussão do tema, seja pela necessidade de efetivo descanso, seja pela mitigação da suposta plenitude da propriedade, seja pela hoje existente possibilidade da revista de funcionários e seus limites, ou mesmo em razão da jurisprudência sumulada muitas vezes já ultrapassada pela nova forma de pensar o direito. A presente obra procura demonstrar uma miríade de raciocínios de filósofos e constitucionalistas dedicados ao direito, trazendo como destaque o que vem se chamando de "o princípio dos princípios", verdadeiro principium ordenador do Direito, inserido implicitamente no Texto da Constituição de 1988, a saber: o princípio da proporcionalidade.
Nessa seara, procuramos demonstrar, teoricamente, qual a utilização correta de referido princípio, de modo a não esvaziar por completo o conteúdo fundamental de um dos direitos fundamentais em rota de colisão, apontando inúmeros casos práticos nacionais e internacionais, discutindo acórdãos e analisando súmulas em matéria destinada as relações de trabalho. A ideia é apresentar ao público um estímulo de como amadurecer o raciocínio na hipótese de colisão entre direitos fundamentais com a aplicabilidade do princípio da proporcionalidade em matéria trabalhista, permitindo uma decisão efetivamente fundamentada nos moldes de uma hermenêutica que adeque e compatibilize os direitos envolvidos nos casos concretos aos ditames da nossa Constituição Federal.

Ficha técnica

Código de barras:
9788520365069
Dimensões:
23.00cm x 16.00cm x 0.00cm
Marca:
Revista dos Tribunais
ISBN13:
9788520365069
Peso:
285 gramas
Ano de publicação:
2015